queixímetro e vitimímetro…

Um dos tiques que poderíamos ter no exame de consciência é este: “como anda o meu queixímetro? Como anda o meu vitimímetro?”. Níveis altos destes ‘aparelhos’, são sempre sinal de alarme…

JP in Frases 30 Novembro, 2022

palmas

Algumas palmas que recebemos, se não forem bem embrulhadas, são solidão esguia e efémero divertimento…

JP in Frases 28 Novembro, 2022

estejam também preparados, porque o Filho do Homem virá quando menos o esperam…

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se  Mt 24, 37-44

«estejam também preparados, porque o Filho do Homem virá quando menos o esperam»

Em linha de partida para o Advento, preparemo-nos para a abertura, sinal maior do treino deste tempo litúrgico. Esta passagem do Evangelho será mal entendida se apreendida como um ‘jogo das escondidas’ de terror. Poderá até ser ‘jogo de escondidas’ (nem tudo se sabe, de facto) mas é daqueles desafios excitantes, a lembrar a infância, em que quando somos apanhados (talvez distraídos, sim) levamos um grande abraço do Pai. É este o jogo do Advento, é o jogo da surpresa, da surpresa da vida. Por ser surpresa, nem tudo se sabe, apenas que é desafiante e que termina com um abraço… já adivinhável… e já vivível…

DOMINGO I DO ADVENTO



L1: Is 2, 1-5; Sal 121 (122), 1-2. 4-5. 6-7. 8-9
L2: Rom 13, 11-14
Ev: Mt 24, 37-44

JP in Sem categoria 26 Novembro, 2022

o que posso ser

Se eu me deixasse ser aquilo que posso ser, mais do que aquilo que deveria ser, seria melhor o meu ser…

JP in Frases 24 Novembro, 2022

Esmagado pelo pó.

Garganta entupida

do pó que sou.

Pó de amanhã…

Ser pó, ser pouco

me empurra

para um sentido novo

de formas mais sólidas.

Gostava, nesta manhã

de caminhar

sem medo,

nem do meu pó

…de hoje,

nem do meu pó

…de amanhã.

2010

JP in Poemas 22 Novembro, 2022

alegrei-me quando me disseram: vamos para a casa do Senhor

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Slm 121, 1-5

«Alegrei-me quando me disseram: vamos para a casa do Senhor»

O salmo 121 é frequentemente cantado na entrada das celebrações litúrgicas. Nada melhor, quando nos preparamos para a festa no templo de Deus, do que enfatizarmos a alegria que sentimos por esse facto. Um primeiro desafio de confronto com este salmo, para os católicos romanos, seria perguntarmo-nos se as nossas celebrações são e espelham tal alegria… Mas a dimensão da eucaristia, como sabemos, ultrapassa a componente celebrativa. Há que viver a missa “fora da missa”, quando nos oferecemos para ser alimento de amor para os outros. Assim, alegramo-nos quando entramos noutras casas do Senhor: na nossa casa, na casa da vizinha, na casa do café, na casa da escola, na casa dos amigos, na casa do estádio de futebol, na casa do hospital e até, pela graça de Deus, na casa do cemitério… Esta é a ‘missa de todos os dias’ que desejamos.

DOMINGO XXXIV DO TEMPO COMUM



L1: 2 Sam 5, 1-3; Sal 121 (122), 1-2. 3-4a. 4b-5
L2: Col 1, 12-20
Ev: Lc 23, 35-43

JP in Sem categoria 20 Novembro, 2022

medo de morrer

Há uma afirmação compreensível e universal, que pode ser auto-acolhida e autovalidada: “tenho medo de morrer!”. Esta frase, porém, é radicalmente insuficiente…

JP in Espiritualidade Frases 18 Novembro, 2022

aniversário…

De todas as disposições que são inspiradoras nos aniversários tenderia a escolher esta: tenho a idade que tenho de ter…

JP in Sem categoria 16 Novembro, 2022

a cruz do outro

É bom fazer por não sofrer a dor do outro num sentido que reduza a zero a distância crítica. A compaixão move mas não seremos chamados a carregar a cruz do outro, a “cobri-lo”, a nos deixarmos tomar por essa dor… Posso acompanhar alguém que sofre e francamente ajudar. Mas a cruz do outro é sagradamente do outro e a minha convocatória não é para a carregar por ele, é para, sendo oportuno e viável, dar contributos para que ele a carregue, para que sinta e esteja acompanhado na sua jornada de luta…

JP in Espiritualidade Frases 14 Novembro, 2022

Tende presente em vossos corações que não deveis preparar a vossa defesa

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Lc 21, 5-19

“Tende presente em vossos corações que não deveis preparar a vossa defesa”

O Evangelho de Lucas que escutamos contém certas recomendações, quotidianas e escatológicas. Na sua pior interpretação, podem ser lidas como ameaças, com algum potencial de amedontramento… Há ainda um enviesamento hermenêutico que conviria evitar: a ideia de um Deus mágico que resolve e ‘cobre’ o que fizermos e o que não fizermos. Pelo contrário, o traço da proposta Cristã é o de contar com a humanidade, livremente mandatada, para a construção do sonho de Deus. Na fé, podemos contar com a confiança de um Deus presente e, por isso, não sermos defensivos na nossa ação e na nossa existência. Para alguns de nós, enquanto Igreja, podemos ter neste texto um espelho crítico sobre as estratégias excessivamente identitárias e defensivas. As trincheiras, a bem dizer, não são a nossa guerra…

 

DOMINGO XXXIII DO TEMPO COMUM

L1: Mal 3, 19-20a; Sal 97 (98), 5-6. 7-8. 9
L2: 2 Tes 3, 7-12
Ev: Lc 21, 5-19

JP in Sem categoria 12 Novembro, 2022