O nosso auxílio vem do Senhor, que fez o céu e a terra…

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Slm 120

«O nosso auxílio vem do Senhor, que fez o céu e a terra…»

Quando se reza o credo na missa, de alguma forma nos encontramos com este salmo: “Deus criou (e está a criar) o céu e a terra”. Nada dizemos sobre as origens de tudo o que existe e a Bíblia não é o livro indicado para indagar sobre esse assunto (será melhor perguntar à ciência que, ainda que provisoriamente, nos dá boas pistas sobre a origem e a evolução da humanidade e do cosmos). O auxílio que vem do Senhor, porém, contém mas ultrapassa o alívio existencial de reconhecer O criador. É que este auxílio, na crença cristã, tem uma presença concreta e real, espelhável no espaço e no tempo. Reconhecer-me auxiliado, incondicionalmente, pode ser uma fonte de liberdade.

JP in Espiritualidade Frases 20 Outubro, 2019

bruxaria e superstição

A minha não simpatia pela bruxaria (nada contra as bruxas…) resulta precisamente da superstição. A etimologia da palavra superstição pode ajudar (superstitio = ‘por cima’ ou mesmo ‘fora do lugar’). O que há, pois, é um curto-circuito da realidade, da vida. Notar que a religião não está imune à superstição e a deve combater. A perspetiva cristã seria sempre a de entrever a transcendência na realidade, pela realidade, com a realidade…

JP in Espiritualidade Frases 14 Outubro, 2019

Voltou atrás, glorificando a Deus…

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Lc 17, 11-19

«Voltou atrás, glorificando a Deus…»

A leitura do Evangelho fala-nos de “voltar atrás 
para agradecer”, fala-nos de gratidão e humildade. Mas pode ser explorado pela diferença entre ‘curar’ e ‘salvar’. Em certo sentido, estes dez leprosos foram curados (com a provisoriedade que isso implica… iremos todos morrer…) mas, apenas um, o que regressa, terá sido salvo, isto é, terá encontrado (melhor, reconhecido) um sentido ultimo para o significado da sua vida. Reconhecer este encontro agradecido é, de facto, o cerne da nossa fé, o centro da nossa vida… reconhecido e agradecido…

JP in Espiritualidade Frases 12 Outubro, 2019

Galileu e a Igreja…

Galileu foi obrigado pela Inquisição a negar o que, na senda das suas observações e num ambiente de emergência da metodologia experimental, descobrira. Até Galileu imperava a teoria geocêntrica. A Terra como centro do mundo era muito mais do que uma noção de conhecimento sobre o mundo: tinha implicações culturais, sociais, filosóficas e religiosas.

Galileu deu enquadramento científico às ideias lançadas pelo monge Nicolau Copérnico, muitos anos antes, defendendo a teoria heliocêntrica.

Retirar à Terra o estatuto de centro do universo seria também profanar a «casa» da Humanidade e, em certo sentido, tirar alicerces à ideia da criação do universo por Deus. As ideias cosmológicas de Aristóteles, apresentando a Terra no centro, eram mais confortáveis para as mentalidades da época e para o respetivo encaixe nas escrituras.

A Inquisição, instituição «fiscalizadora» da Igreja à sombra da qual se cometeram os actos mais anticristãos, limitou, naturalmente, o genial pensador. Conta-se que Galileu, depois do julgamento no qual foi condenado, terá dito, convicto das suas ideias, a frase «Eppur si muove!», isto é, «porém, ela move-se», referindo-se à Terra. Há quem aponte, com razão, que Galileu é o pai da ciência moderna.

O papa Urbano VIII e alguns jesuítas terão «blindado» piores consequências para este visionário, mas a mentalidade da época e o eclodir do protestantismo, que provocou na Igreja Católica uma atitude defensiva, não evitaram a sua condenação.

Seria, porém, simplificar demasiado a questão reduzi-la a uma simples cegueira da Igreja Católica. Alguns contemporâneos de Galileu, como, por exemplo, o dinamarquês Tycho Brahe, que utilizava um dos melhores observatórios astronómicos do tempo, defendiam um sistema geocêntrico modificado, que era muito popular entre os astrónomos. Além disso, há que ter em conta que uma das provas decisivas do heliocentrismo, a paralaxe das estrelas, não pôde ser apresentada por Galileu, dado que os instrumentos de observação astronómica de que dispunha não tinham qualidade suficiente para a verificar. Embora houvesse muitas evidências empíricas em favor da teoria heliocêntrica, Galileu não dispunha de uma prova conclusiva, que confirmasse definitivamente esta teoria.

A Igreja Católica, em várias ocasiões e de várias formas, já pediu desculpas públicas pelas injustiças que protagonizou em nome de Deus, na altura da Inquisição e, concretamente, no caso Galileu. Hoje, felizmente, o diálogo da religião com a ciência é diferente. Porém, para alguns, apanham-se ainda os «cacos» desta autêntica revolução. A teologia, focada na centralidade da Terra e do Homem, teve e tem ainda de se ajustar às evidências galilaicas e da cosmologia contemporânea, segundo as quais a Humanidade se encontra num universo diferentemente organizado e de proporções muito maiores do que se pensava.

JP in Ciência Espiritualidade Frases 10 Outubro, 2019

não tive tempo de parar para rezar…

Uma grande parte da nossa vida crente vive um ciclo vicioso que é um tanto paradoxal: quando a vida complica (muito que fazer, doença, problemas, correrias, etc.) não temos tempo para parar e rezar. Ora, ironicamente, seria nessas fases que mais necessidade ganharíamos em parar para ‘alinhar’ o essencial. Não é fácil combater esta tendência mas talvez algumas palavras ajudem: organização, disciplina, preparação da barca antes da tempestade…

JP in Espiritualidade Frases 8 Outubro, 2019

Fizemos o que devíamos fazer…

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Lc 17, 5-10

«Fizemos o que devíamos fazer…»

Colocarmo-nos como “servos inúteis” pode parecer um tanto radical e até violento. Talvez até ‘desauto-estimante’…O significado destas palavras, porém, é de crucial importância na vida espiritual. Se não tivéssemos consciência de que tudo é graça, se não devolvêssemos a Deus os frutos do nosso amor, estaríamos, tão só, cheios de nós próprios. Não seríamos nem servos … nem úteis!…

JP in Espiritualidade Frases 6 Outubro, 2019

Eternidade

ETERNIDADE

Alguém aqui veio…

confundir o Céu.

Tudo é contínuo

no infinito!

O Céu começa aqui.

No pôr do Sol,

o horizonte não existe:

o Mar é o Céu!

…in Paiva, J. C. (2000), Este gesto de Ser (poesia), Edições Sagesse, Coimbra.

acessível aqui

JP in Espiritualidade Poemas 4 Outubro, 2019

havia um homem rico, que se vestia de púrpura e linho fino e se banqueteava esplendidamente todos os dias

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Lc 16, 19-31

«havia um homem rico, que se vestia de púrpura e linho fino e se banqueteava esplendidamente todos os dias»

O confronto do homem rico (de quem não sabemos o nome, porque seremos todos nós, possuidores das nossas riquezas…) com Lázaro (o pobre com feridas por cuidar) é central no desafio cristão. O problema do homem rico não era vestir púrpura e linho fino. O seu problema, era que Lázaro estava no seu horizonte e ele não o olhava. A riqueza de saúde, dons e bens torna-se infernal se nos auto-centra e se nos enche de insaciedade. Há “lázaros” para estarmos atentos, aproximarmos e cuidarmos. Seremos sempre medíocres na atenção aos mais pobres, seja qual for a sua pobreza. Mas é precisamente aí, na chaga do que falta, que as nossas mãos ganham sentido e que a riqueza se pode converter em doação.

JP in Espiritualidade Frases 28 Setembro, 2019

três elementos das religiões

Há uma chave de leitura do fenómeno religioso que nos pode ajudar a um olhar mais lúcido e que se foca em três elementos essenciais: sentido último (finalidade e teleologia), pauta moral (apontamento de condutas) e rituais (que vinculam à vida e ao cosmos).

JP in Espiritualidade Frases 26 Setembro, 2019