o nosso coração queimava

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Lc 24, 13-35

A Páscoa é sinal de passagem e de transformação de vida, como quando uma lagarta vira borboleta e trata de colorir o mundo. Isso fervilha o coração. Assim “borboletemos” nós. Boa Páscoa!

JP in Espiritualidade Frases 4 Abril, 2021

Inclinando a cabeça, entregou o espírito

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Jo 18. 1-19

Inclinando a cabeça, entregou o espírito

São muitos os olhares pascais que se podem vislumbrar em sexta-feira Santa. A experiência é múltipla, íntima e rica. Podemos focar a entrega amorosa de Jesus na cruz nessa atitude interior de rendição, de abandono de si. Cada um de nós vai sendo convidado “a morrer assim”, inclinando a cabeça e entregando o espírito. Pode servir de metáfora inspiradora para a morte propriamente dita, que está já a acontecer nas nossas células e que se consumará biológica e sistemicamente, um dia. Mas inspira-nos igualmente para essas mortes banais do dia-a-dia que, na Fé, são sempre penúltimas experiências. Viver as pequenas e grandes mortes como penúltimas experiências é a esperança e a confiança do cerne daquilo em que acreditamos… e que somos convidados a viver…

JP in Espiritualidade 2 Abril, 2021

ainda que todos te abandonem, eu não te abandonarei

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Mc 14, 1-15, 47

ainda que todos te abandonem, eu não te abandonarei

A descrição da Paixão de Cristo, que meditamos em domingo de Ramos, é tão longa quanto profunda e repleta de sinais. Uma das formas de mergulhar neste texto é situarmo-nos nas diversas personagens e, em atitude criativa de composição do lugar, perguntar-se “quem sou eu neste cenário?” Pedro, que prometera não abandonar o Mestre, mas que o nega? Simão, o cireneu, que ajuda Jesus a levar a cruz? Um soldado? Um personagem incógnito que vê a cena mas não se envolve nem se co-move? Pilatos, que lava as mãos? O próprio Jesus? Maria, que assiste em envolvimento e dor? Barrabás, que se safa na frincha da sorte? O bom ladrão, que in extremis se arrepende e confia?…

JP in Espiritualidade Frases 28 Março, 2021

evolução ou transformação?

Maior complexidade é diferente de melhor performance ou evolução. Sem garantias de sermos melhores ontem do que hoje, pelo menos a alguns níveis, apetece invocar não a teoria da evolução mas a teoria da transformação (mais prudente…)

JP in Ciência Educação Espiritualidade 24 Março, 2021

e não mais recordarei as suas faltas

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Jer 31, 31-34

e não mais recordarei as suas faltas

O Livro de Jeremias anuncia uma aliança nova, referindo-se a um Senhor que fará um pacto definitivo com os homens. Embora para os cristãos, esta aliança seja consubstanciada na vida de Jesus Cristo é interessante observar os seus indícios judaicos: “perdoar os pecados e não mais recordar as nossas faltas”. Muitas vezes não valorizamos a radicalidade libertadora desta misericórdia, que “treinamos”, em particular na Quaresma. Podemos tentar, também nós, ser instrumentos da uma nova aliança de perdão para outras pessoas. Não sendo fácil (até porque não significa, tão só, esquecer) poderemos trabalhar o “não recordar as faltas” dos outros, incrementando em nós a capacidade de ver os com olhos novos. Sem tanger a ingenuidade, façamos um esforço por ver os outros como Deus vê… Em particular, que as faltas dos humanos com que nos cruzamos sejam mais pretextos de misericórdia nossa, do que matéria para “carimbos”…

JP in Espiritualidade Frases 20 Março, 2021

Fé de segundo fôlego e o Pai Natal…

A expressão de Thomas Halik de que a fé cristã precisa de um “segundo fôlego” é muito interessante. Este autor refere, em particular, o ‘mito da nostalgia infantil do Pai Natal”, focado na decepção da criança que descobre que a fantasia do Pai Natal era isso mesmo, uma fantasia… Ele quer dizer o seguinte: se me venderam uma fé e uma religião com argumentos infantis (se me disseram que o Pai Natal existia…) eu não só posso como devo abrir os olhos e endireitar caminhos. Mas não existir o Pai Natal, não significa que não há Natal. Da mesmo forma, abandonar a fé que me passaram baratamente e inconsistentemente não significa que não tenho lugar na fé. Preciso é de a resignificar, de lhe dar novos sentidos… Salvar o Natal apesar de não haver Pai Natal seria o paralelo para salvar a minha fé, apesar das catequeses infantis e insuficientes…

JP in Espiritualidade 18 Março, 2021

porque Deus não enviou o Filho ao mundo para condenar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por Ele

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Jo 3, 14-21

Porque Deus não enviou o Filho ao mundo para condenar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por Ele

Acreditar é um movimento perpétuo de “jás” e “ainda nãos”. É bom colocarmo-nos na Quaresma como caminho de preparação para acolher amorosamente a morte e a ressurreição de Jesus, neste ritmo de esperanças e de incertezas. Tudo aquilo que nos prejudica, em todas as dimensões da nossa vida (psicológica, corporal, social, amorosa, etc.) odeia a luz, fica no escuro. Ficar no escuro é estar escondido, é estar no lugar onde nada nem ninguém se vê, é estar no segredo. Quais as nossas áreas de maior ou menor escuridão? Quais os nossos segredos? Podemos também confrontar-nos com a evidência de que há relações familiares que são de escuridão ou de luz, relações de trabalho, de “mim comigo”, de realidade social, política local, nacional e mundial, que estão envolvidas pela luz ou pela penumbra, ou mesmo pela escuridão total. Identificar essas situações e deixar vir à luz a bondade que há em nós e nos outros é caminho de Quaresma…

JP in Espiritualidade Frases 14 Março, 2021

não terás outros deuses diante de Mim

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Ex 20, 1-17

não terás outros deuses diante de Mim

Em tempos de Quaresma propicia-se o Livro do Êxodo, desde logo pelo cenário dos quarenta anos de deserto que um povo em procura, como nós, se dispôs atravessar, com fé e na fé… A sugestão de ‘não ter outros deuses’ é muito mais do que teológica: quais os meus ‘outros deuses’? Poder? Reconhecimento? Segurança? Saúde? Eu próprio(a)?…

PS: Atentemos numa ideia que não raras vezes nos faz legítima confusão e que aparece no Antigo Testamento, quando são postas na boca de Deus expressões como: “Eu castigo as ofensas dos pais nos filhos”. Importa eliminar as imagens (negativas) de um Deus castigador. E Ele, de facto, não castiga! Devemos, pois, ouvir estas palavras no contexto histórico-temporal em que se inserem, na linha de uma relação “Homem-Deus” ainda imatura, que está a crescer e que vai abrindo portas para a grande revelação, que está a acontecer e que, para nós, cristãos, se dá em Jesus Cristo.

JP in Espiritualidade Frases 6 Março, 2021

como é bom estarmos aqui! Façamos três tendas

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Mc 9, 2-10

como é bom estarmos aqui! Façamos três tendas

Um dos aspectos que se pode abordar do texto de Marcos é o comentário de Pedro face à transfiguração. Pedro é um homem espontâneo e convida o Mestre a permanecer ali, sugerindo a montagem de três tendas. Também nós, como Pedro, principalmente no domínio do grupo religioso, tendemos a querer montar tendas no bem bom, no quentinho da fé. Sabemos, porém, que tudo o que nos fecha não vem de Deus e que, sendo útil o conforto comunitário para crescermos na fé, somos sempre impelidos a voltarmo-nos para fora. Mas é ainda mais amplamente humana esta tendência para o conhecido, para o mero conforto, para o vislumbre infecundo, para o sofá. Está na partida, na missão, no rasgo e em certa desinstalação o nosso maior encontro…

JP in Espiritualidade Frases 28 Fevereiro, 2021

yoga e desegocentramento

A espiritualidade indiana sintetizada no yoga convida-nos a um certo desegocentramento. Vemos aqui portas muito interessantes com o desejo de libertação de qualquer ser humano. Experimentamos que esta luta, contendo-nos, paradoxalmente, se vence “autolargando-nos”…

JP in Espiritualidade 26 Fevereiro, 2021