ciência para a frente e religião para trás…

Muitos não-crentes, sobretudo alguns que trabalham e pensam na área da ciência, estão convencidos de que a religião continuará a recuar à medida que a ciência avança. Um dia, elaboram, tudo o que há a explicar estará explicado pela ciência e a religião desaparecerá completamente. Apontam muitas vezes o exemplo dos países nórdicos, altamente desenvolvidos, e onde a religião parece estar quase em vias de extinção. Ora, o que os estudos científicos sobre a evolução dos valores europeus vão mostrando é que o declínio da religião se dá ao nível da frequência das igrejas, mas não ao nível das preocupações individuais sobre o sentido da existência. É que mesmo nos países nórdicos europeus, e em outros países desenvolvidos noutros continentes, as pessoas continuam a interrogar-se sobre o sentido da existência. E, como afirmou L. Wittgenstein, os «problemas da vida» permanecem sem resposta, por maior que seja o progresso científico.

JP in Espiritualidade Frases 10 Setembro, 2021

teologia e ciência

Os cristãos em geral sabem pouco de ciência e do modo como as suas crenças e práticas religiosas se articulam com as teorias científicas. Mesmo da parte das elites cristãs, como são os teólogos, não é fácil encontrar pessoas que não só estejam informadas sobre os dados científicos, mas que também compreendam, sem ansiedades desnecessárias, as implicações que esses dados poderão ter para a própria teologia. A teologia do futuro (ou do presente?) terá de incorporar mais eficazmente o conhecimento científico.

JP in Espiritualidade Frases 10 Agosto, 2021

declaração de amor radical-naturalista

Com alguma ironia e assumindo aqui um tom caricatural (quase nunca favorável ao diálogo), imagino assim a declaração amorosa de um radical-naturalista, para quem tudo se reduz, em última análise, aos átomos e moléculas que somos: “Teu cabelo tem enxofre que dava para curar umas pipas de vinho, teu cálcio dos ossos e dos dentes vale como uma pedra da calçada, teu ferro da hemoglobina, dava para fazer um prego, o cloro dos teus sais, desinfetava uma piscina. Teu hidrogénio, oxigénio e carbono, davam um belo sabonete. Por essa utilidade te amo…”

ciência e Europa

Há quem entenda que a ciência nasce na europa judaico-cristã, não por acaso. O monoteísmo cristão ajustava-se, então, aos objetivos da construção dos chamados três pilares de que a empresa científica necessitou para se edificar: o ontológico (a realidade existe), o espistemológico (é possível conhecer a realidade) e o ético (é bom conhecer a realidade).

JP in Ciência Educação Frases 18 Maio, 2021

ciência e religião complementam-se

Seria desejável, para crentes e não-crentes, que questões e saberes se cruzassem numa malha de ciência e religião. À religião importa ajudar a Humanidade a saber viver, enquanto à ciência importa saber explicar os fenómenos da natureza. Neste sentido, religião e ciência não competem, antes se complementam. Talvez possam ambas cooperar no objectivo maior de compreender o mundo e o sentido da existência humana.

JP in Ciência Espiritualidade Frases 12 Novembro, 2020

ciência, religião e caricaturas…

Muitas críticas à Igreja Católica, de ontem e de hoje, são lúcidas, fundamentadas e úteis. Mas há que denunciar algum olhar viciado que muitos lançam sobre a Igreja, apenas sublinhando os aspectos negativos e, por vezes, anedóticos. O mundo está cheio de aspectos anedóticos, em todos os domínios. Para provar a inconsistência de uma realidade não chega enfatizar esses aspectos. Aliás, a própria ciência poderia ser alvo desse mesmo olhar (injusto): bastaria citar os muitos artigos publicados em revistas científicas e galardoados todos os anos com o Prémio Ignobel, que coloca a nu a inconsistência, por vezes mesmo fraude e desonestidade intelectual, que vão acontecendo no domínio científico. Caricaturar pessoas e eventos da ciência, assim como da religião, não invalida o seu sentido…

JP in Ciência Espiritualidade 10 Setembro, 2020

ciências cognitivas e teologia

As ciências cognitivas lançam novos desafios à compreensão do ser humano e da sua experiência religiosa, com base no estudo do cérebro e da mente. A teologia só tem a ganhar se levar a sério os novos dados que lhe vêm da ciência. Os teólogos não se poderão limitar a achar interessantes as teorias científicas, como se não tivessem de as estudar e levar a sério enquanto teólogos. A teologia deve retirar das teorias científicas fundamentadas as implicações que introduzam modificações no próprio discurso teológico e na compreensão que o cristianismo tem de si mesmo. De outra forma, os teólogos poderão estar a fazer um discurso cada vez mais irrelevante e a criar conflitos desnecessários com a ciência em particular e com a cultura, em geral. Depois, convém sempre sublinhar, teologia não é Fé. A tudo falta uma pitada de vivibilidade…

JP in Ciência Espiritualidade 10 Março, 2020

agarrar Deus…

José Augusto Mourão afirma algo que me impressiona, mais do que pela humildade, pelo realismo que contém. Para este autor, dizer “Eu encontrei Deus” é obsceno. Deus livrou-nos de Deus e os que O julgam agarrar melhor fora declararem-se, no máximo, tateadores…

JP in Espiritualidade Frases 6 Fevereiro, 2020

teologia escolástica e teologia literária

A escolástica tem papel fundamental na procura dialética entre fé e razão. Sem esquecer outros nomes, destaca-se São Tomás de Aquino, cujo legado é importantíssimo e insubstituível. Sem descurar nem relevar a escolástica (que até é mais uma metodologia do que uma teologia…) será muito difícil não valorizar nos nossos dias uma teologia literária. A Bíblia e a sua exegese, pela via literária, é, assim, radicalmente inspiradora e alavancadora de uma fé com sentido.

JP in Espiritualidade Frases 26 Novembro, 2019

Galileu e a Igreja…

Galileu foi obrigado pela Inquisição a negar o que, na senda das suas observações e num ambiente de emergência da metodologia experimental, descobrira. Até Galileu imperava a teoria geocêntrica. A Terra como centro do mundo era muito mais do que uma noção de conhecimento sobre o mundo: tinha implicações culturais, sociais, filosóficas e religiosas.

Galileu deu enquadramento científico às ideias lançadas pelo monge Nicolau Copérnico, muitos anos antes, defendendo a teoria heliocêntrica.

Retirar à Terra o estatuto de centro do universo seria também profanar a «casa» da Humanidade e, em certo sentido, tirar alicerces à ideia da criação do universo por Deus. As ideias cosmológicas de Aristóteles, apresentando a Terra no centro, eram mais confortáveis para as mentalidades da época e para o respetivo encaixe nas escrituras.

A Inquisição, instituição «fiscalizadora» da Igreja à sombra da qual se cometeram os actos mais anticristãos, limitou, naturalmente, o genial pensador. Conta-se que Galileu, depois do julgamento no qual foi condenado, terá dito, convicto das suas ideias, a frase «Eppur si muove!», isto é, «porém, ela move-se», referindo-se à Terra. Há quem aponte, com razão, que Galileu é o pai da ciência moderna.

O papa Urbano VIII e alguns jesuítas terão «blindado» piores consequências para este visionário, mas a mentalidade da época e o eclodir do protestantismo, que provocou na Igreja Católica uma atitude defensiva, não evitaram a sua condenação.

Seria, porém, simplificar demasiado a questão reduzi-la a uma simples cegueira da Igreja Católica. Alguns contemporâneos de Galileu, como, por exemplo, o dinamarquês Tycho Brahe, que utilizava um dos melhores observatórios astronómicos do tempo, defendiam um sistema geocêntrico modificado, que era muito popular entre os astrónomos. Além disso, há que ter em conta que uma das provas decisivas do heliocentrismo, a paralaxe das estrelas, não pôde ser apresentada por Galileu, dado que os instrumentos de observação astronómica de que dispunha não tinham qualidade suficiente para a verificar. Embora houvesse muitas evidências empíricas em favor da teoria heliocêntrica, Galileu não dispunha de uma prova conclusiva, que confirmasse definitivamente esta teoria.

A Igreja Católica, em várias ocasiões e de várias formas, já pediu desculpas públicas pelas injustiças que protagonizou em nome de Deus, na altura da Inquisição e, concretamente, no caso Galileu. Hoje, felizmente, o diálogo da religião com a ciência é diferente. Porém, para alguns, apanham-se ainda os «cacos» desta autêntica revolução. A teologia, focada na centralidade da Terra e do Homem, teve e tem ainda de se ajustar às evidências galilaicas e da cosmologia contemporânea, segundo as quais a Humanidade se encontra num universo diferentemente organizado e de proporções muito maiores do que se pensava.

JP in Ciência Espiritualidade Frases 10 Outubro, 2019