Deus tece

Deus não domina, tece…com fios que transportam a nossa própria liberdade.

JP in Sem categoria 20 Janeiro, 2022

(má) notícia

Reparei noutro dia que há uma subtileza interior no olhar do mundo que nos pode ajudar: (talvez careça de fé, mas…) e se em vez de “más notícias” eu apenas colhesse tão só como “notícias”, tudo o que me chega e que me devolve uma realidade a partir da qual posso crescer?

JP in Frases 18 Janeiro, 2022

problemas…

Uma das respostas que poderíamos chamar a inúmeros problemas da vida era esperar pacientemente. Em muitos casos, aliás, o problema está no carimbo da situação como problema. E se em vez de problema, rotulássemos apenas tal cenário como um desafio?

JP in Frases 28 Dezembro, 2021

«a vossa libertação está próxima» 

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Lc 21, 25-28.34-36
«A vossa libertação está próxima»

Começa para os cristãos católicos romanos o chamado tempo de Advento, de espera, de esperança e, em certo sentido, de preparação para os brotares do tempo. Os ciclos litúrgicos são um ritual ajudante, uma pedagogia, um convite de consciencialização comunitária para os movimentos do espaço, do tempo e do espírito. Mas estes ciclos maiores reproduzem-se no dia-a-dia. Hoje mesmo, na linha do texto proposto, provavelmente, vou viver sinais fantásticos que a natureza me oferecer, vou viver angústias interiores e exteriores, vou-me ver lançado em dilemas complexos, vou deixar-me provocar por esperanças, encontros e desencontros. Vou, com toda a certeza, fazer pontes de Páscoa, em que mortes geram vida. Portanto, o Advento, o Natal, a Quaresma, o Tempo Comum e a Páscoa, são, mais do que ciclos litúrgicos, ciclos de vida quotidiana. Preparar, vigiar e dar toques de esperança e de futuro ao que sou e ao que faço, isso é vida, isso é Advento…

JP in Espiritualidade Textos 28 Novembro, 2021

«grandes maravilhas fez por nós o Senhor»

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se o Salmo 125

«Grandes maravilhas fez por nós o Senhor»

Ter fé, de alguma forma, é apoiar-se vivencialmente na ideia de que o amor é a última palavra e, portanto, Deus fez (e faz) maravilhas. O Salmo 125 coloca-nos num dinamismo que diz respeito à nossa vida: o salmista fala nos homens (nós) que “à ida vão a chorar” mas “à volta vêm a cantar”. Saber que o regresso é de júbilo torna possível e até animada uma partida sombria. Ter futuro, ter esperança no Senhor, ter certeza no cantar, suporta o nosso presente e ampara a nossa dor. Este processo repete-se em pequenos e grandes ciclos da nossa vida e, às tantas, o futuro e o presente confundem-se: chora-se cantando e vive-se a esperança. Andará por estes critérios a fé, a própria bem-aventurança da vida…

JP in Espiritualidade Textos 24 Outubro, 2021

pressa e atenção…

Tropecei numa máxima que me pode ajudar muito, apressado que sou. Diz: “o apressado como crú”…

JP in Frases 22 Outubro, 2021

«a Terra está cheia da bondade do Senhor»

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se o Salmo 32

«A Terra está cheia da bondade do Senhor»

Sermos capazes de ver e saborear as coisas boas é um elemento fundamental do nosso crescimento espiritual. Os Santos, em particular, são contemplativos, isto é, tentam ver com os olhos de Deus. Podemos olhar a nossa vida, os outros, a História, as situações e a Terra, salientando no que vemos “a bondade do Senhor”, conforme as palavras do Salmo. Não somos ingénuos e sabemos da existência do mal, dentro e fora de nós. Mas não conseguimos caminhar sem “atestar o depósito” da alegria, com a “bondade do Senhor”. Há uma palavra curiosa, neste contexto, que se pode convocar: a “abundancialidade” (da criação contínua…).

PS: Há uma linguagem própria das escrituras e da religiosidade, que pode precisar de resignificação. A expressão “Senhor”, por exemplo, pode ser encarada e vivida espiritualmente como um caminho de recentramento no que é essencial, num “qualquer coisa Outro” (O Senhor – amoroso), que não eu próprio…

JP in Espiritualidade Textos 16 Outubro, 2021

ainda não

“Ainda não sei, ainda não consigo, ainda não sinto… “. Vamos morrer nestes termos, cheios de “ainda nãos”…  Portanto, a graça a pedir é saber estar nesta bela e oferecida barca do “ainda não”…

JP in Espiritualidade Frases 26 Agosto, 2021

Maria ficou três meses com Isabel; e depois voltou para casa

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Lc 1, 39-56

Maria ficou três meses com Isabel; e depois voltou para casa

Em dia de festa mariana, fazemos um recorte simples, que se justifica na celebração de Maria, cujo coração é, precisamente, a simplicidade: “Maria ficou três meses com Isabel; e depois voltou para casa“. Há alguns movimentos nesta parte final do Evangelho que hoje meditamos, que são muito inspiradores: 1) “Maria ficou”. Saberia estar. Estava ali, onde estava e onde devia estar (e eu, quando fico, fico?…); 2) “três meses com Isabel”. Foi ter com quem precisava e ali gastou tempo (e eu, dou por bem empregue o tempo que gasto com quem precisa?); 3) “voltou para casa”. Certa necessidade de um regresso a momentos de encontro, de quotidiano, porventura de descanso mas, principalmente, de encontro com Deus (e eu, regresso a casa? Será que tenho uma casa?…).

JP in Espiritualidade Frases 14 Agosto, 2021