luz e esperança

Às vezes caminhamos no deserto e falta-nos luz… Mais do que a luzita, talvez importe a graça do desejo de querer ver. Aquela (a luzita) pode apagar-se, mas esta (a esperança), pode ter chama abundante…

JP in Espiritualidade Frases 6 Julho, 2020

primado da (des)confiança

Paira sempre uma certa desconfiança existencial, por via da fragilidade, do sofrimento e até da morte que espreitam e se antecipam. A fé é o avesso disto, é o primado da confiança, apesar do que falta…

JP in Espiritualidade Frases 12 Junho, 2020

Deus terá arriscado conviver com certo “acaso”

Entre os meandros do acaso e da necessidade Deus vai-se revelando e criando. O ‘acaso’, não é um inimigo da hipótese de Deus nem da teologia. Bem entendido, o acaso é até o garante de um Deus que não quer determinismos rígidos. Certo ‘acaso’, é a garantia do risco da fé de Deus em nós e na Sua criação…

JP in Ciência Espiritualidade Frases 4 Junho, 2020

se hoje ouvirdes a voz do Senhor não fecheis os vossos corações

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se  Slm 94

«se hoje ouvirdes a voz do Senhor não fecheis os vossos corações»

O pecado (o ‘tiro’ menos certeiro) inqiueta-nos. O afastamento do amor não nos traz paz ao coração. As palavras do salmo apelam à abertura dos nossos corações, ao rasgar de espaços interiores para ao amor de Deus. Santo Agostinho exprime de forma belíssima o confronto entre a sede de infinito e a abertura a Deus. Diz ele: “Tu, Deus, fizeste o meu coração para Ti e o meu coração não terá paz se não repousar em ti”. Confrontados com os nossos limites, com os limites dos outros, com os limites do mundo, valerá a pena repousar a nossa inquietude em Deus…

JP in Espiritualidade Frases 14 Março, 2020

último segredo

Último segredo

 

Meu último segredo

é este deserto

este trabalho

este suor

de procura.

Disfarço

convicções fortes

mas são ténues

as formas

de um duro

esculpir.

Só vagamente

uma nesga de Sol

aquece

mares duvidosos.

Mas saboreio

uma laranja

na sombra da árvore

depois da horta

amanhada.

Esse gomo

me salva!

 

Fornos, 2019

JP in Poemas 24 Fevereiro, 2020

A vossa lei faz as minhas delícias

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Slm 118

«A vossa lei faz as minhas delícias»

As leis, no sentido jurídico e na sensação que causam nas pessoas, têm uma carga tipicamente pesada. Embora feitas, em princípio, para ajudar o homem e para lhe dar segurança, as leis provocam constrangimentos. É curioso ver no Antigo Testamento a palavra “delícia” associada à lei de Deus. Saborear a lei do Senhor como uma delícia implica a consciência vivida de uma lei especial. A lei de Deus só pode ser saborosa se for radicalmente enraizada no amor. Em Jesus, esta lei promete ser ‘jugo leve e alívio’ e o melhor teste dessa promessa seria ver a vida dos cristãos a espelhar a lei cristã como doce (mesmo que não fácil…).

JP in Espiritualidade Frases 16 Fevereiro, 2020

agarrar Deus…

José Augusto Mourão afirma algo que me impressiona, mais do que pela humildade, pelo realismo que contém. Para este autor, dizer “Eu encontrei Deus” é obsceno. Deus livrou-nos de Deus e os que O julgam agarrar melhor fora declararem-se, no máximo, tateadores…

JP in Espiritualidade Frases 6 Fevereiro, 2020

não é um Deus de mortos, mas de vivos

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Lc 20, 27-38

«Não é um Deus de mortos, mas de vivos»

Os sadoceus colocam a Jesus uma pergunta deveras difícil: qual dos sete irmãos que casaram sucessivamente com a mesma mulher a irá “possuir” depois de morrer. A lógica e a aritmética dos sadoceus tem todo o sentido e é um bom ingrediente para justificar o seu cepticismo quanto à Ressurreição. Jesus apresenta-nos uma ideia diferente, que aponta para uma outra lógica e para um outro quadro de referência depois da morte. Nenhum de nós sabe o que se passará mas acreditamos que esta nova vida que nos espera terá a ver com o Amor, que é o próprio Deus. Podemos experimentar um aperitivo desse encontro, entre-tanto re-velado: já nesta vida, quando estamos a ser construtores do sonho de Deus, em relação com todos os seres humanos e com a natureza. Um “Deus dos vivos”, portanto…

JP in Espiritualidade Frases 10 Novembro, 2019

bem, beleza e verdade

Há três elementos de síntese na busca transcendente: bem, beleza e verdade. Estes padrões (ético, estético e ontológico) estão presentes noutras procuras mas seria interessante, para os crentes, em particular, não perder de vista estes três elementos, que nos apontam para Deus.

JP in Espiritualidade Frases 28 Outubro, 2019