a estrela

A ESTRELA

Queria

ser um pedaço

daquelas palavras.

Parei por semáforos.

O fumo suspenso

gerava a densa

poluição.

Olhei,

a toda a volta no céu,

e nada vi.

Olhei de novo,

vasculhei.

vi, finalmente,

uma estrela,

disse olá a Deus…

e ficou verde!

…in Paiva, J. C. (2000), Este gesto de Ser (poesia), Edições Sagesse, Coimbra.

acessível aqui

 

JP in Espiritualidade Poemas 20 Fevereiro, 2019

poeta esquecido

POETA ESQUECIDO

Sou um poeta esquecido!

A mancha da agenda

calou o grito da alma.

Não que a planta não cresça.

Os compromissos

taparam as flores.

Não me culpo

nem me castigo pelo silêncio.

Quando a vida passa

e o cavalo da aposta é

o que está mais à mão,

nessas alturas, como agora

paro e olho para mim,

selecciono o epicentro

e sinto que está na hora

de recolher novo centro

e não mais correr assim.

 

in Paiva, J. C. (2000), Este gesto de Ser (poesia), Edições Sagesse.

acessível aqui

JP in Poemas 22 Janeiro, 2019

a ti que sofres

A TI QUE SOFRES

A ti

que sofres

não te peço

que não chores.

Que não chore

não há quem.

Que chores,

não te peço também.

Peço-te…

que chores… bem!

 

in Paiva, J. C. (2000), Este gesto de Ser (poesia), Edições Sagesse, Coimbra.

acessível aqui

JP in Espiritualidade Poemas 30 Novembro, 2018

lutar com o tempo…

Às vezes lutamos com o tempo. Não queríamos estar aqui e agora, mas adiante, noutro instante ou noutro lugar. Esta ‘birra’ leva-nos a que o tempo nos ultrapasse. Seria bem mais libertador ‘surfar’ no tempo…

JP in Frases 22 Novembro, 2018

turismos locais…

Tive o privilégio de fazer algumas viagens. O turismo, entretanto, virou moda (ou mesmo mania…). Hoje estou mais rendido ao turismo que a realidade me oferece, porventura mais centrado no meu país, na minha região, no meu quintal, naquele detalhe da natureza e dos rostos cruzantes, aqui tão perto. A realidade impõe-se bela e diversa e, vendo bem, o espanto do olhar está menos na circunstância e na geografia, e muito mais nos meus olhos…

JP in Frases 14 Novembro, 2018

tensões e discernimento

A vida está cheia de tensões. Fazer/não fazer, dizer/não dizer, permitir/anuir, agarrar/largar, etc. Seria ingénuo entender a liberdade como a fuga destas tensões. Ser livre é procurar encontrar ‘o mais’ que espreita em cada tensão e a essa arte se chama discernimento.

JP in Espiritualidade Frases 30 Outubro, 2018

pegadas em areia molhada

É um previlégio enorme haver espaço na areia molhada da praia para as minhas e para as tuas pegadas. Espaço imenso e dinâmico, onde cabe sempre mais um par de pés para fazer caminhos. Se por hipótese (quase absurda) saturassem as marcas côncovas no solo, viria o mar em ondas refazer espaço, por cortesia da Lua, mãe das marés…

JP in Ciência Espiritualidade Frases 12 Outubro, 2018

vida imposta

Às vezes não sabemos o que havemos de fazer com a vida que nos foi dada. Em nome da verdade, sem querer alimentar vitimismos, há um certo drama na existência: a vida não nos foi só dada, foi também imposta! Poderá ajudar a dica de Virgílio Ferreira e o filão da responsabilidade: “somos responsáveis pelo que fazemos da vida e até pelo que fazemos do que outros fizeram de nós”.

JP in Educação Espiritualidade Frases 2 Outubro, 2018

Agarrando o dia

AGARRANDO O DIA

Quase me escapava,

este dia igual.

Quase parecia

o bisar da repetição

mas não!

Fica quanto amei

e tantas coisas

que aprendi.

O que fiz bem,

o que falhei.

Tudo foi

bom para mim.

Um dia

… é um trampolim.

in Paiva, J. C. (2000), Este gesto de Ser (poesia), Edições Sagesse, Coimbra.

acessível aqui

JP in Poemas 30 Junho, 2018

solidão

SOLIDÃO

Estou sozinho

com meio coração

pendurado

no destino.

Não escondo

a tentação.

Tenho ar para respirar.

Tenho tudo

agora, aqui

neste lugar!

in Paiva, J. C. (2000), Este gesto de Ser (poesia), Edições Sagesse, Coimbra.

acessível aqui

 

JP in Poemas 28 Junho, 2018