Dai a César o que é de César…

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Mt 22, 15-21

As perguntas difíceis a Jesus, tipicamente engendradas em chave de cilada, são as perguntas difíceis da nossa vida. Tocam as zonas nevrálgicas da existência. No caso presente, a relação com a posse. Na cena apontada pelo Evangelho estamos diante da posse (e do poder que tal representa) do dinheiro. Mas a extrapolação para outras posses é muito possível: posse de mérito, posse de posições, posse dos outros, posse de estatutos. Dar a César o que é de César (e a Deus o que é de Deus) é relevar a contingência de ter, seja o que for. Talvez se perceba melhor, a partir daqui, que amar é abrir mão, que amar é largar…

JP in Espiritualidade Frases 18 Outubro, 2020

Liberdade

Liberdade

 

Rubicão da liberdade

é sacudir a circunstância.

Intrincar-se na ponte

entre a soledade

(que mora dentro de mim)

e a jornada que vivo.

Uma e outra,

a essência interior

e a realidade oferecida,

são dádivas garantidas.

2018

 

JP in Espiritualidade Poemas 22 Junho, 2020

riscos divinos e mistério

O mistério tem dois sentidos: é o nosso em relação a Deus e o de Deus em relação a nós. Deus quis pagar o preço da liberdade de tudo e submeter continuamente esse Seu risco ao Seu sonho largo…

JP in Espiritualidade Frases 20 Maio, 2020

habitarei para sempre na casa do Senhor

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Slm 22

«habitarei para sempre na casa do Senhor»

«Habitarei para sempre na casa do Senhor», proclama o refrão do 
salmo. Este convite à fidelidade (para sempre) é dos dons mais preciosos da fé. O compromisso, a fidelidade e o ‘para sempre’ podem soar a monótono e a ‘sem aventura’. Ser fiel, porém, pode ser um permanecer que conduz a saborear terrenos de abundância. As tensões paradoxais em que vivemos (e que somos!) conduzem-nos a uma possibilidade dos extremos se tocarem. Um desses jogos dicotómicos acontece com a liberdade e com o compromisso. E se ‘ficar para sempre’ fosse uma abertura? E se a obediência fosse uma liberdade?…

JP in Espiritualidade Frases 22 Março, 2020

tentação, escravidão e liberdade

Mesmo sem carregar na duvidosa concupiscência ou em dicotomias esbatíveis como corpo-alma ou terra-céu, a tentação está aí na nossa vida, devendo merecer a nossa atenção, sobretudo interior. A tentação tem potencial de crescimento e é uma corda bamba cujos pólos são a escravidão e a liberdade…

JP in Espiritualidade Frases 18 Março, 2020

não somos os nossos pensamentos…

Nós somos também o que pensamos mas somos mais do que pensamos (como somos mais do que aquilo que fazemos…).

Uma leitura interessante a fazer face a muitas das nossas autoprisões é, precisamente, observarmos como nos tornamos reféns do que pensamos, como se fossemos o que pensamos…

Há depois pequenos ‘truques’ de gestão de pensamentos, como “aceitá-los como um hóspede”, “não julgar os pensamentos” ou “colocá-los numa novem… em standby“…

JP in Educação Espiritualidade Frases 6 Junho, 2019

disciplina…

Disciplina: não esperava, no meio de tanta vida solta e cultura de liberdade intelectual e pessoal eleger esta como palavra importante, que me auto-imponho para crescer. Mas ela aqui está, a provocar-me e a fazer-me aderir…

 

JP in Educação Espiritualidade Frases 12 Abril, 2019

Santo Agostinho

Santo Agostinho — Aurélio Agostinho viveu entre 354 e 430. Nasceu e morreu na Argélia. Bispo, escritor, teólogo, filósofo, bispo de Hipona e Doutor da Igreja, as suas concepções sobre o pecado original e sobre a Igreja enquanto cidade de Deus influenciaram profundamente toda a Idade Média. Combateu vivamente as heresias do seu tempo. A si se devem influências mais platónicas com marcas ainda hoje menos interessantes na cristandade como, por exemplo, a dicotomia alma-corpo ou a concupiscência, na sua versão de “carne como inimiga da alma”… Uma frase de Santo Agostinho me marca profundamente, como janela de liberdade: “ama e faz o que quiseres”.

JP in Espiritualidade Frases 10 Abril, 2019

não esperar nada é esperar tudo

Há palavras antónimas, que, dançando, podem seguir aos pares a mesma música: nada e tudo, são um bom casal.

Não esperar nada (=liberdade), é esperar tudo!

JP in Frases 22 Outubro, 2018