o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se 2 Cor 13, 11-13

«o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco»

São Paulo dirige-se aos Coríntios com palavras de encorajamento, que são um desejo também para nós, hoje: «o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco». Uma certa teologia aponta-nos para uma evidência às vezes ignorada pelos crentes, segundo a qual este amor de Deus e esta comunhão do Espírito Santo são, em certo sentido, garantidos. Como que se não precisássemos de o pedir. Ou melhor, o que precisamos de pedir (e lutar por…) é a sensibilidade e a atenção a esse Espírito que sopra, garantidamente… O Espírito Santo é a realidade que imana na realidade e nos impele à realidade do amor. Algo que se vive, portanto…

JP in Espiritualidade 6 Junho, 2020

a paz esteja convosco

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Jo 20, 19-23

«a paz esteja convosco»

 

Em tempo de Pentecostes os cristãos celebram o Espírito Santo. É a transcendência amorosa que sopra no tempo e no espaço. Seria (quaisi) panteísta identificar o Espírito Santo com a realidade mas, por outro lado, vemos muitas vezes entendimentos etéreos de desproporção mística e (auto) engano, que fomentam uma esquizofrenia entre o corpo e o espírito, entre o transcendente e o imanente. Ora o que liberta e confere a Paz que Jesus quer dar é a integração amorosa das coisas e das essências, do Espírito que flui e que se torna vida real e concreta em nós.

JP in Espiritualidade Frases 30 Maio, 2020

Eu sou o caminho, a verdade e a vida

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Jo 14, 1-12

«Eu sou o caminho, a verdade e a vida»

Jesus apresenta-se como caminho, verdade e vida. Esta explicita
ção segue-se às dúvidas de Tomé, quanto a saber o caminho por onde seguir. Cada um de nós, na sua existência e nas suas interrogações mais interiores procura, afinal, um caminho, uma verdade, uma vida. Jesus é em Si próprio, esta estrada. Não é solução rápida e pré-fabricada, não é verdade matemática e meramente racional, não é elixir de vida. Jesus é caminho. Jesus é processo. O que nos acontece, numa espécie de via de teologia negativa, é que seguimos, inúmeras vezes, outros caminhos, outras verdades e outras vidas. E não é nenhuma moral mas a própria vida e os impactos (des)consolantes, que nos acordam e nos lançam no respirar existencial dos recomeços, isto é, das nossas páscoas…

JP in Espiritualidade Frases 10 Maio, 2020

Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Jo 10, 1-10

«Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância»

A liturgia enfatiza Jesus como Mestre e guia, como o (Bom) Pastor do rebanho, que somos nós. Contrariando alguns vestígios desinteressantes na catolicidade de erratismo no amor de Deus, aqui se evidencia que Deus, é só e só mesmo um Deus de vida. Ele quer que tenhamos vida. Não uma vida qualquer, não “uma vida e pronto!” mas uma vida de abundância. A vida de abundância representa também a vitória sobre a morte, experimentada pelo próprio Jesus. A nossa vida tem um potencial de espelhar a abundância que Jesus quer para nós. Pode ser um excelente programa de vida fazer do tempo, do espaço e dos nossos gestos escritos em cada segundo e em cada metro quadrado, sinais da abundância amorosa para com todos.

Pode ser mais difícil ver ou experimentar esta abundância nos tempos que vivemos. Mas notemos, por exemplo, a abundância de valor da vida que se respira, com a atenção aos mais frágeis, colocados em primeiro lugar, antes de muitos outros interesses? A abundância de vida é um franco e óbvio sinal da abundância de Deus…

JP in Espiritualidade Frases 2 Maio, 2020

viviam unidos e tinham tudo em comum

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se At 2, 42-47

«viviam unidos e tinham tudo em comum»

 

As primeiras comunidades cristãs eram convidadas a uma vida de partilha e de unidade. Na verdade, esta era (este é!) o fruto da Páscoa… Ter em comum é tão libertador quanto difícil de concretizar. É impressionante constatar, a título de exemplo, o número de ‘corta-relvas’ que existem numa rua de casas com jardins, sendo que um só, partilhado, sobraria… O excesso de bens que possuímos, ainda por cima, em muitos casos, à custa de extorsões da natureza que, pelo menos indiretamente, afetam os mais pobres, são uma provocação adicional para esta Páscoa da partilha.

JP in Espiritualidade Frases 18 Abril, 2020

alegrei-me quando me disseram: vamos para a casa do Senhor

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Slm 121, 1-5

«Alegrei-me quando me disseram: vamos para a casa do Senhor»

O salmo 121 é frequentemente cantado na entrada das celebrações litúrgicas. Nada melhor quando nos preparamos para a festa no templo de Deus, do que enfatizarmos a alegria que sentimos por esse facto. Um primeiro desafio de confronto com este salmo, para os católicos romanos, seria perguntarmo-nos se as nossas celebrações são e espelham tal alegria… Mas a dimensão da eucaristia, como sabemos, ultrapassa a componente celebrativa. Há que viver a missa “fora da missa”, quando nos oferecemos para ser alimento de amor para os outros. Assim, alegramo-nos quando entramos noutras casas do Senhor: na nossa casa, na casa da vizinha, na casa do café, na casa da escola, na casa dos amigos, na casa do estádio de futebol, na casa do hospital e até, pela graça de Deus, na casa do cemitério…

JP in Espiritualidade Frases 24 Novembro, 2019

esforçai-vos por entrar na porta estreita

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Lc 13, 22-30

«Esforçai-vos por entrar na porta estreita»

A “porta estreita”, bem o sabemos, não é a mais fácil de passar. 
Certo é que a vida nos vai mostrando que o “mais fácil” (porta larga) nem sempre anda de mãos dadas com “o melhor para nós”. Da gestão dos bens materiais, a múltiplos compromissos, à relação com os outros, passando pela saúde do nosso corpo ou pela vivência da nossa sexualidade, vamos experimentando isto mesmo. O facto da “porta ser estreita”, porém, deve ser motivo de gozo e não de drama para nós próprios. Uma fasquia alta vale pelo prazer e pelos frutos de a superar e nunca pela estéril e culpabilizadora sensação de que se não consegue ultrapassar…

JP in Espiritualidade Frases 24 Agosto, 2019

vim trazer a divisão

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Lc 12, 49-53

«Vim trazer a divisão»

As palavras de Jesus escritas no Evangelho de Lucas parecem
 um equívoco. O mesmo que diz “Eu dou-vos a minha paz” anuncia também que a sua vida-morte-ressurreição vem trazer uma divisão entre os homens. Este aspecto da proposta de Cristo deve-nos fazer pensar que a postura, afinal passiva, do tipo “está sempre tudo bem”, pode não ser a mais indicada. Por vezes, em nome do amor, importa não ser ingénuo, separar o “trigo do joio” e, nesse sentido, dividir. A liberdade dos homens abre espaço ao bom e ao mau e podemos esperar, face a muitos gestos e posturas, que algumas propostas cristãs, feitas em nome da paz, gerem a divisão dos homens.

JP in Espiritualidade Frases 18 Agosto, 2019

estai vós também preparados

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Lc 12, 32-48

«Estai vós também preparados»

O Evangelho conta-nos a parábola de um Senhor que pode vir quando menos espera o seu servo (que somos cada um de nós). O estilo de preparação a que um Cristão está convidado, não é da ordem do medo do castigo infernal, do prémio ou do mérito. A preparação da vida espiritual, pessoal e comunitária é um trabalho da ordem do já, do aqui e do agora. É um processo… Há um Encontro que se pode fazer, que se pode antecipar desde já. Esse Encontro, que se vai fazendo e que só pode crescer na intensidade, é o Encontro que importa.

JP in Espiritualidade Frases 10 Agosto, 2019

A vida de uma pessoa não depende da abundância dos seus bens

Na liturgia católica romana deste fim de semana escuta-se Lc 12, 13-21

«A vida de uma pessoa não depende da abundância dos seus bens»

O Evangelho fala-nos do desprendimento e do desapego espiritual dos bens. É uma linha de rumo que serve para os bens materiais, mas não só. Certos dons, relações, afectos são também para serem partilhados. No olhar Cristão, tudo serve para irradiar, nada serve para possuir. A parábola do agricultor que, em vez de partilhar a sua abundância, constrói maior celeiro para mais acumular, é de uma grande força, pela explicitação de quanto é estéril “guardar para si”. E nós, quando temos as nossas “colheitas”, tendemos a partilhar ou construímos “novo celeiro”?…

JP in Espiritualidade Frases 4 Agosto, 2019